Respostas da entrevista com Fernado Aranha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Respostas da entrevista com Fernado Aranha

Mensagem por Freud Flinstone em Dom Jun 22, 2008 3:56 pm

1 - Olá Fernando Aranha, minha pergunta é a seguinte:

Muitos fãs (as viuvinhas do Augusto Licks) criticam muito os guitarristas após a era do trio Gessinger, Licks e Maltz como você vê isso?
Fica meio chateado pelo o fato, ou tenta mostrar o teu melhor desempenho?
E você já escutou algum "fã" te criticando pelo o fato de você estar no "lugar" do Licks ?
Valeu

Rafael Ribeiro
São Paulo – SP

Rafael, eu acho muito normal receber criticas ao estar em uma banda que teve uma formação original tão personificada e significativa, não me importo nem um pouco e sempre tento fazer o melhor possível.



2 - Fernando Araña, eu te acho um otimo guitarrista, sem duvidas, um dos melhores que ja passaram pelos Engenheiros em todos os seis shows que eu ja fui da banda você arrebentou nos solos de violão e guitarra, eu gostaria de saber o que você conhecia sobre os Engenheiros, antes de entrar pra banda.
Abraço, e sucesso!!
João Paulo Ferreira Lima
Anápolis-GO


João, eu certamente não era um fã tão ardoroso como vocês, mas eu gostava muito e as músicas da banda fizeram parte da minha, eu já toquei muito em rodinhas de violão, rsrsrs... obrigado.




3- Aranha sou seu fã, te acompanho desde a época que entrou no Engenheiros, queria saber como foi a tensão no primeiro show, e ja sendo a gravação do MTV ??
Como foi pra um guitarrista ate então sem experiência (como foi dito) tocar com grandes músicos, de cara em uma gravação?
Tiago Alenda
Caratinga-MG


Tiago, com certeza foi tenso... Mas fizemos dois shows em BH antes da gravação o que me relaxou bastante, e eu já tocava em palcos desde os 12 anos. Foi tudo muito bom, um novo universo pra mim, pois é bem diferente do que tocar com artistas pouco conhecidos, levando-se em conta o compromisso com os fãns e tudo mais.


4 - Aranha... Certamente hoje você é a figura mais Carismática dentro da banda, tem uma postura bem própria no Palco, você ganhou uma forte identidade com a banda,como recebeu a noticia que certamente o NH sera o ultimo álbum dos Engenheiros?Você vê algum horizonte ao lado de uma possível carreira solo com Humberto?
Jorge
Anapolis -Go


Jorge, obrigado pelo elogio. Eu estarei ao lado do Humberto o quanto ele desejar, mas tenho meus projetos particulares...



5 - Aranha, como você vê esse processo da Banda de variar os shows em plugado e desplugado?
Abraços
Pedro Igor
Quixeramobim-CE


Pedro, eu acho ótimo, pois gosto muito de tocar guitarra, estava com saudades rsrsrs. Fora minha saudade, acho boa a dinâmica desse show, acho que está um show maduro, gostei de plugar sem cair no rock simplesmente.


6 - Qual o gênero musical q você mais curte (dentro do Rock)??
Marcos Vinícius
Itabira /MG


Marcos, essa pergunta é dificil, música é uma coisa de fase... Gosto de rock n´roll clássico, mas já não ouço mais muito, gosto desse novo antigo rock que surgiu com Strokes, e gosto também de um rock mais virtuoso como Incubus, mas o que mais admiro é o estilo simples do Nirvana.



7 – Cara, vejo de uma forma bem otimista e mais pra frente essa nova fase dos Engenheiros, apesar de seguir a mesma linha de alguns anos pra cá. Se você fosse fazer uma avaliação desde o início dos Engenheiros e essa nova fase, qual seria?
Abs
Rafael D. Moreira
BH/MG


Rafael, não tenho capacidade de fazer tal avaliação. Acho que tiveram momentos marcando bastante as épocas, como o Engenheiros atravessou períodos da música diferentes e esteve atualizado em todas as épocas não tem como comparar, mas o que mais gosto é a fase atual com guitarras e peso e ao mesmo tempo com leveza.


8 – Você era fã da banda antes de tocar com eles?
Tua relação com o Humberto é apenas profissional?
Obrigado, e parabens cara, você se garante muito.
Abraço!
Pedro Victor
Quixeramobim - CE


Pedro, obrigado. Sobre ser fã já respondi melhor antes. Minha relação com o Humberto é ótima, mas é claro só nos encontramos na estrada, pois ele mora em POA. Quando nos encontramos é ótimo, conversamos muito sobre cinema... e outras coisas... rs



9 - Li uma vez em uma entrevista sua que você disse que o teu instrumento preferido era a guitarra, mas entrou pro EngHaw no começo da fase acústico e ta aí até agora (salvo os últimos shows "plugados"). Tocar violão em um show completo é fazer o que você não gosta? Nas novas músicas, você deu "toques" pro Agagê onde achava que soaria melhor a guitarra?
Abraços!
Paulo Ricardo - Presidente do FC Simples de Coração
Teresina - Piauí


Paulo, eu sempre gostei mais de tocar guitarra, sempre fui roqueiro. Mas gosto muito de violão também, agora estou tocando inclusive violão de nylon que gosto bastante... Com certeza não é fazer algo que não gosto tocar violão, longe disso, apenas a guitarra tem um sabor especial pra mim. No NH foi tudo violão, e o HG sempre me deixou muito livre para criar os arranjos de violão e guitarra.


10 - Só queria fazer um elogio Aranha!! No dia 02/05 no show em Sampa, puder te ver tocando de forma diferente e confesso que adoreiiiiii, foi perfeito!!! Mandou bem!!
Gostaria de saber, sobre esse novo projeto com cinema, como surgiu em paralelo com a banda?
Sucesso sempre você merece porquê você é realmente Simples de Coração!! Te adoro!
Juliana Fernandes Correia - 27 anos
São Paulo – Capital


Juliana, obrigado eu também gostei desse show. O cinema sempre me acompanhou, sou bem cinéfilo, e agora estudo cinema. Faço umas trilhas de curtas quando dá tempo, e pretendo fazer longas em breve. Agora que lançei meu site www.cinedica.com.br estou mais tempo ainda ligado nesse mundo.


11 - Quais os guitarristas em que ele se espelha, que o influenciaram?
Dayhan
Vitória da conquista - BA


Dayhan, na minha vida escutei muito Hendrix é claro, John Frusciante, John Scofield, Slash e hoje escuto muito John Mayer, entre outros é claro.


12 - O que você vai dizer pro teu filho quando ele perguntar: "Pai, o que é Rock n´Roll?"
Kelly Anitelli
Brasília/DF


Kelly, acho que não precisarei responder essa pergunta, penso que ele terá essa resposta dentro de si. E não acho que exista uma resposta objetiva pra ela, uma atitude, um estilo musical, um momento musical, acho que nada disso explica.



13 - Aranha, tudo na boa?
Ouvi o teu trabalho paralelo aos Engenheiros, os Invasores, é um belo trabalho seu e do Bernardo. Belos riffs de guitarra e baixo, parabéns. Você pensa em continuar com teus trabalhos paralelos, como Invasores? Você já pensou em sair dos EngHaw para tentar uma nova carreira?
Douglas Felipe - 16 anos
Carmo do Rio Verde/GO


Douglas, o invasores acabou já a algum tempo, mas com certeza sempre estarei em algum trabalho paralelo. Eu não sairia do Engenheiros pra seguir um trabalho pessoal, acho que ele se manteria paralelo.


14 - Qual o "ponto alto" do show pra você?
Marcos Júnio de Sousa
Nova Serrana – MG


Marcos, sem dúvida Não Consigo Odiar Ninguém, eu tinha aquele riff de guitarra a muito tempo e é muito bom ouvir as pessoas cantando a música.



15 - Como você vê essa transição da Novos Horizontes Tour? Quero dizer, com a saída do Bernardo (cada um com seus motivos, claro), com esse show meio plugado, meio desplugado, você acha que os fãs poderão ver uma nova versão dos EngHaw? Como você encarou as mudanças? Depois de algum tempo sem tocar na guitarra, como foi refazer alguns arranjos? E numa pergunta rápida, diga o que vem a mente: Violão ou guitarra?
Douglas Felipe - 16 anos
Carmo do Rio Verde/GO


Douglas, vejo com bons olhos e ouvidos essa versão com falou, pra mim é suspeito dizer pois estou tocando guitarra agora e isso não tem preço. Nunca parei de tocar guitarra os arranjos surgiram com muita naturalidade. Guitarra.


16 - No show "plugado" que participei pude perceber que houveram problemas com o audio, a guitarra estava baixa (tá tava sem som mesmo) e isso te atrapalhou um pouco, apesar de você ter levado numa boa , isso acontece sempre ou foi só um caso isolado??
Diego Sá - Jõao Monlevade - Minas Gerais


Diego, não sei qual show você viu, mas acontece muito pouco, mas todos estão sujeitos a problemas, agente tenta prever o maximo possível, mas as vezes não dá jeito.


17 - Tem alguma guitarra "especial" que você ainda pretende ter? Eu escrevo várias letras legais têm como você falar pro HG gravar uma delas?
Diego Sá - Jõao Monlevade - Minas Gerais


Diego, eu gosto muito da minha tele, mas algumas guitarras ainda vão saltar meus olhos com certeza, estou querendo voltar um pouco pra strato. O HG grava poucas letras dos outros, pois ele é um grande letrista, mas...


18 - Qual a musica você mais gosta de tocar nos engenheiros?
Abraços.
Gosto muito de seu trabalho.
Maxênio Júnior
Fortaleza – Ce


Maxênio, Não Consigo Odiar Ninguém como já disse antes, mas também curto bastante Ando Só, e na turnê passada eu gostava muito de tocar O Preço.



19 - Stratocaster, Telecaster, SG, LesPaul, Explorer qual desses modelos você curte mais?
Diego Sá - Jõao Monlevade - Minas Gerais


Diego, Telecaster!

20 - Grande araña!
Eu lembro no dvd do Acústico MTV que o humberto fala que mandou você cobrar o escanteio e cabecear pro gol e que você só falou "aham" e deu conta do recado... Você vem recebendo muita cobrança do "patrão" ou ele te dá liberdade de fazer as guitarras tomarem a "tua cara"?
Grande abraço!
lder Cabral
São Francisco do sul – SC


Ider, quando entrei foi um momento de muita responsabilidade pois foi direto pra gravar o Acústico MTV. Eu era o violão dos detalhes, então eu tinha que realizar as idéias do Humberto e do Paul. Mas eu consegui colocar o meu jeito de tocar nisso tudo... e o Humberto sempre dá muita liberdade, ele sempre está de ouvidos abertos a idéias.



22 - Aranha, por que "Aranha", é sobrenome ou apelido?
Rafael Fernandes, Mogi Mirim, SP


Rafael, Aranha é meu sobrenome mesmo e como é um nome forte sempre acabam me chamando assim.


23 - vc e os demais integrantes da banda são próximos ao Humberto fora dos palcos e do estúdio, rola certa amizade?
André Luiz
Natal – RN


André, rola sim. O clima na estrada é muito descontraído, nos divertimos bastante. Ficamos muito tempo juntos então a proximidade é natural.



24 - Como você encara esta capacidade que o Humberto tem de compor?
André Luiz
Natal – RN


André, eu acho o Humberto um cara realmente muito talentoso, ele é muito inteligente e tem muita bagagem... Eu admiro muito o Humberto pelas composições dele e pela forma de escrever.


25 - Você se considera um Hawaiiano, ou apenas mais um contratado do Humberto que passou pela banda?
Rodrigo Melo - Presidente do Fã Clube Passageiros Nordestinos
Feira de Santana – BA


Rodrigo, não me vejo apenas como um contratado, é claro que o Humberto é o cara que manda no Engenheiros, mas pela forma com que as coisas rolam, o clima e a forma de trabalhar fazem-nos sentir parte da coisa toda.


26 - Aê Aranha...
Queria saber qual é o tipo de música você mais gosta de tocar e qual instrumento você
se sente mais a vontade de tocar entre violão e guitarra??
vlw...abraço!
Mateus Soldati
Ubá - MG


Mateus, o instrumento como eu já disse é a guitarra. Eu gosto de tocar vários estilos é claro, sempre fui muito roqueiro, mas pessoas como o Bernardo sempre me acharam um cara muito funk... passei por uma fase de renegar totalmente isso, eu só queria tocar coisas sem suingue, mas acho que hoje vivo bem com os dois lados... E como estou muito ligado agora a cinema, eu venho compondo muitas coisas pensando em outros instrumentos que depois arranjo, como cordas, metais e etc...


27 - Como você se sente fazendo parte dos Engenheiros e tocando
com o Humberto? Já curtia a banda antes de entrar?
Valeu. Parabéns pelo seu trabalho!
Isabel Thaler – SC


Isabel, sou muito feliz e agradecido por tudo, tem sido uma grande escola.
avatar
Freud Flinstone
Administração

Número de Mensagens : 110
Nível de respeito as regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 02/03/2008

Ver perfil do usuário http://forumhawaiiano.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Respostas da entrevista com Fernado Aranha

Mensagem por Freud Flinstone em Dom Jun 22, 2008 3:56 pm

28 - Os Invasores... como está o projeto da tua banda com o Bernardo? Acabou?! Gostei do som de vocês um som bem funk... soul... bem legal mesmo!
Genildo Cerqueira
Brumado – Bahia


Genildo, sim acabou como eu já disse, mas sempre estamos tocando juntos, eu e o Bernardo, certamente varias coisas vão pintar por ai.


29 - Olá Fernando.
Antigos membros do ENGHAW escreviam (compunham) participando assim efetivamente, das composições nos trabalhos lançados pela banda. Há alguma coisa que você escreveu e que ainda não foi aproveitada? Quais as maiores influências nessas escritas? O que toca no teu ipod?
Abraço
Rafael Omar
Patos de Minas/MG


Rafael, eu componho sempre, logo tenho milhões de coisas não aproveitadas ainda... mas tenho poucas letras... Eu estou sempre influenciado por alguma coisa que estou ouvindo no momento... agora por exemplo Damien Rice tem sido uma grande influência. No meu Ipod toca John Mayer, Damien Rice, Amy Winehouse, Lenine e muitos trilheiros de filmes como Antônio Pinto, Philip Glass e etc.


30 - Nesses caminhos com a banda, qual foi o melhor show que você considera ter feito?
Felipe de Almeida
Consolação – SP


Consolação, essa pergunta é quase impossível, eu responderia o show de ontem... agora com guitarra cada show tem sido melhor que o outro pra mim. Mas um momento marcante pra mim foi o Pop-Rock no Mineirão lotado, eu estava tocando guitarra pela primeira vez no Engenheiros, o show foi ruim pra mim, deu muitos problemas e nao teve ensaio, mas mesmo assim foi um dos mais marcantes da minha vida.


31 - Se o Humberto ou se você mesmo por opção saísse da banda você teria em mente algum projeto pessoal... um sonho ou algo similar que tem vontade de fazer?
Genildo Cerqueira
Brumado – Ba

Genildo, tenho vários projetos sempre... O cinema vai ficar na minha vida não só com o CineDica, mas também com trilhas... tem várias pessoas com que gosto muito de tocar seria bom com mais tempo poder... é isso.


32 - Aranha, o que você acha do Augusto Licks como guitarrista?
Eduardo Césaro
Divinópolis/MG


Eduardo, eu respeito muito, ele realmente criava melodias muito marcantes... Mas ele parou de tocar em uma outra época, hoje em dia pra mim é 80% timbre o que importa e a concepção mudou bastante de lá pra cá... Mas acho que se ele estivesse ainda hoje no engenheiros ele estaria fazendo coisas muito interessantes.


33 - Jonh Frusciante é uma grande influência musical pra você?
Eduardo Césaro
Divinópolis/MG


Eduardo, sim o Frusciante é uma grande influência, houve uma época em que era a maior de todas. Hoje já não tenho mais uma referência única, mas ele realmente é um cara especial, acredito que se comunica com o cosmos e pede pra que um Deus faça o som por ele, pois é algo realmente maravilhoso.


34 - Como você lida com o fato de alguns fãs (leia-se viuvinhas) fazerem tantas críticas com relação ao seu trabalho usando uma comparação (que eu acho idiota) com Augusto Licks?

Tu tens algum trabalho além de Engenheiros do Hawaii?

Como é lidar com essas incertezas do HG de pára, não pára...Você acha que isso pode acabar gerando certa insegurança entre os integrantes e interferindo no trabalho de vocês?
Sara Rezende de Souza
Ribeirão Preto/SP-Goiânia/GO


Sara, Não tenho problema nenhum com críticas... sobre trabalhos à parte já falei bastante. As incertezas fazem parte da vida e de qualquer profissão. Acho bom que ele venha sempre se reavaliando e pensando qual caminho seguir. Melhor do que o conformismo.


35 - Qual a sensação de tocar pela primeira vez ao lado do Humberto, e de que forma estas comparações com o augustos licks influenciam na tua carreira?
Fabio Queiroz Dantas
Crato – Ce


Fábio, a sensação foi da realização de um sonho. É claro que tudo no início é muito maior do que o real, a ideia que temos sobre o nosso sonho é muito maior do que o sonho em si, mas depois do primeiro impacto sobrou a realidade que continuou parecida com um sonho... As comparações realmente nãi me influenciam em nada.


36 - Fale pra nós sobre a saída do Bernardo. Você acha, musicalmente falando, que a banda se enfraqueceu um pouco ou que não mudou muito. E o que você acha dos ''fãs'' que pedem a volta do trio GLM?? Dê seu ponto de vista sobre o assunto.
valeu
Ângelo Soldati Lavorato
Santana do Campestre – MG


Ângelo, eu perdi um grande amigo na estrada, e mudou bastante o som da banda. É muito diferenteo Humberto do Bernardo tocando baixo, influência e bagagens diferentes, mas das duas formas o valor permanece, e tocar guitarra pra mim está sendo ótimo. Não sei falar sobre isso, se é possivel ou não... Seria interessante ver isso hoje.


37 - Como você tem sentido o público no shows, levando em consideração esta nova fase tua. Tens sentido que as pessoas estejam mais admiradas do seu trabalho?
Lorena Cicari


Lorena, o público do Engenheiros parece cada vez maior e mais apaixonado, o que é maravilhoso. Eu tenho tido uma resposta diferente do público em função da guitarra, pelos solos e tal, chama mais atenção. Espero estar agradando.


38 - Aranha, Estou estudando violão então gostaria que vc nos falesse sobre sua carreira musical...Quando surgiu o interesse pelo violão/guitarra? Quais foram os teus trabalhos anteriormente aos Engenheiros??? Você canta e/ou toca outros instrumentos? ahh e se puder dá uma dica para nós simples aprendizes mortais tentando aprender a tocar, o que você tem a nos dizer...Abraços
Anita Raquel


Anita, eu começei tocando Clarinete e depois Saxofone, o que é bem atípico pra um guitarrista... dai quando o rock entrou na minha vida fui obrigado a tocar guitarra... Eu não gostava muito de estudar escalas e tal, mas estudei mesmo assim e tive vários professores diferentes, sempre fui muito interessado pela parte teórica também, gosto de matemática, isso ajuda. Eu tinha muita facilidade no inicio e isso as vezes atrapalha, pois eu fiquei preguiçoso pra estudar... mas enfim cada caminho é diferente o importante é sentir... e eu sempre disse pros meus alunos 80% é cara de pau.


39 - Aranha queria saber, se a ideia do solo em " Não consigo odiar ninguem" foi tua, o solo fico muito legal, e tambem qria te falar que eu acho que foi por isso que, o show em Caratinga acabou, porque depois daquele solo, faltou até energia no gerador (rsrsrsrsrs) mas queria mesmo é parabeniza-lo, pelo belo trabalho !!!
Tiago alenda, Caratinga MG


Tiago, muito obrigado pelo elogio. Não foi de ninguém a idéia, simplesmente rolou em um show e fomos repetindo sem nunca combinar...


Considerações Finais (deixe uma mensagem a nós fãs).

Muito obrigado a todos os fãns do Engenheiros que sempre tiveram um grande carinho por mim e me ajudou muito. Espero que ainda nos encontremos muitas vezes em muitos shows e que vocês tenham a mesma sorte que eu tive.


Comunidade Engenheiros Sem Frescura & Fórum Hawaiiano
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=49369593 http://forumhawaiiano.forumeiros.com
avatar
Freud Flinstone
Administração

Número de Mensagens : 110
Nível de respeito as regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 02/03/2008

Ver perfil do usuário http://forumhawaiiano.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Respostas da entrevista com Fernado Aranha

Mensagem por dahyan em Dom Jun 22, 2008 7:39 pm

Saiu-se bem nos questionamentos sobre o Licks. Pra não criar polêmica.
Agora, se o Humberto dá mesmo liberdade pra ele criar, ele tá devendo...algumas músicas mereciam um arranjo melhor.
avatar
dahyan
Tô ajudando

Número de Mensagens : 14
Idade : 34
Localização : Vitória da Conquista/BA
Nível de respeito as regras :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 11/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Respostas da entrevista com Fernado Aranha

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum